terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Por aqui ainda não se falou de Natal

E o mais certo é não se vir a falar mesmo.
Este ano decidimos que não haveria prendas, que o dinheiro está curto, que apenas juntaríamos a (possível) família como costumamos fazer.

Portanto, vai ser mais um dia em que nos juntamos, comemos, rimos, falamos, gritamos um pouco. Um daqueles dias que devia acontecer mais vezes e que nos faz lembrar que estamos vivos e que podemos estar felizes.

E não é assim que deveria ser sempre? As pessoas de quem mais gostamos reunidas? E o consumismo deixado de parte? Para o bem e para o mal continuamos juntos.

E eu adoro a minha família. Com todos os seus defeitos e as suas virtudes.

2 comentários:

molly disse...

e é tudo o que importa mesmo :)*

MARIINHA disse...

Concordo contigo. O Natal devia ser, como é, uma quadra em que a família se reune, mas lá quanto às prendas deveriam ser só para as crianças. Acho que deveria ser instituído isso. Mas nunca será, o comércio não iria aprovar essa solução. É que o Natal é a melhor época para vendas.

Bjks