domingo, 14 de agosto de 2011

A true love story

 
Digam lá se não são amorosos? 

Estes não são realmente gatos meus, mas fazem parte da minha história. 
Estão em casa do meu pai de forma mais ou menos permanente. Nasceram como gatos de rua, mas rapidamente começaram a ir para o nosso quintal e a partir dai... pois claro, não houve volta a dar! Há lá maneira de dizer que não a estas doçuras? Ainda dizem que os gatos são demasiado independentes and so on
A mim aquecem-me o coração. E a alma. E são sem dúvida o meu animal preferido.

7 comentários:

Manuela disse...

Querida Cláudia, e o meu também! :)

Daniela Pereira disse...

o meu pai também começou a alimentar uns lá na horta dele... também se fizeram de moradores :) ele gosta, diz que lhe ajuda a afugentar os ratos LOL

Nokas disse...

Já eu prefiro cães :)

Jo, the carrot disse...

I'm a cat person. And dog.

Adoro animais perontos :)

Patrícia disse...

Ai que lindos :)

Eu adoro animais, e gosto particularmente de gatos. Não tenho nenhum mas um dia ainda hei-de ter.

Quanto ao texto... claro que podes, querida.

Sílvia disse...

Olha que as minhas não são lá muito independentes não. Andam sempre atrás de nós e só estão bem onde nós estivermos, mas são as coisas mais fofinhas do mundo :)

amberhella disse...

ohh que TERNURA enroladinhos a dormirem....oooooooh =)))