segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Há uns anos atrás (uns bons anos...) achava que quando fosse mais crescida me ia dedicar quase exclusivamente à carreira. Não dizia que não a namorados, mas pensar que eles ocupassem uma parte substancial da minha vida (aka do meu coração e da minha casa) estava completamente fora de questão.

Belo dia, andava eu numa fase de "reconstrução interna" e feliz pelas mudanças que estavam a acontecer, apareceu o R. Já há uns belos tempos que a nossa amiga em comum, a X., insistia que nos deviamos conhecer, e nós nada. Acho que nenhum de nós queria que outro alguém nos impusse-se um relacionamento. Mas um belo dia quando nada o fazia esperar ele apareceu no meio do meu grupo de amigas e eu... achei que ele tinha ar de deputado do PP. Para ajudar à festa apercebi-me que ele era amigo de um gajo que eu detestava. No, no, no. Altamente rotulado, achei logo que nem queria conhecê-lo melhor. Mas houve de certa forma duas ou três peripécias que fizeram que nos voltássemos a encontrar no dia seguinte... E a partir daí tudo aconteceu. Rapidamente apercebi-me que era com ele que queria ficar. Que o meu coração batia mais depressa quando estávamos juntos. Que ele me fazia feliz.

Apesar de muitos mal entendidos ao longo destes tempos, acho que apenas um grande amor pode resistir a tudo isto e em consequência tornar-se mais forte.

Mudei a minha maneira de pensar e de estar. Apesar de continuar a querer construir uma carreira sólida e fazer o que gosto, também quero (e muito) constituir familia.

Ele é o meu companheiro de amor e desamores. È quem está ao meu lado quando preciso. È com ele que quero partilhar os meus dias. È ele que conhece as minhas fraquezas e as minhas tristezas. È ele que conhece a minha ambição e os meus sonhos utópicos.


Hoje não saberia viver sem ti.

2 comentários:

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

Maracuja Maduro disse...

Caros Leitores amigos de Timor:

Feliz Natal para todos os que me lêm, especialmente ao autor deste blog.

Estou de novo activo e aqui fica o meu convite para lerem poemas de Timor-Leste e sobre Timor-Leste, sentidos por Timorenses e por outros que amam Timor-Leste. Nao percam: Poesia de TL e sobre TL no " TIMOR DO NORTE A SUL" aqui vai o site :

http://timordonorteasul.blogspot.com/


aqui poede encontrar poemas de grandes nomes da poesia timorense , do Classico ao "Fote Maka Riba" Timor do Norte a Sul no

http://timordonorteasul.blogspot.com/


Votos de boa leitura e tambem participe com os seus poemas